Share this page

Financiamento de US$ 400 milhões da IFC ajuda Itaú Unibanco a apoiar projetos de energia renovável no Brasil

São Paulo, 28 de Janeiro de 2015 — A IFC, membro do Grupo Banco Mundial, acaba de fechar um pacote de financiamento de US$ 400 milhões para o Banco Itaú Unibanco, um dos maiores bancos do Brasil, para apoiar projetos que ajudarão a mitigar os efeitos da mudança climática. Com o apoio da IFC, o Itaú vai financiar projetos de energia renovável, tratamento de água e eficiência energética, e outras iniciativas que ajudem a reduzir os gases de efeito estufa.
O financiamento inclui um empréstimo de cinco anos, no valor de US$ 100 milhões, com recursos próprios da IFC, e um empréstimo sindicalizado de três anos no valor de US$ 300 milhões. Os participantes do sindicato são Bank of America, Commerzbank e Mizuho Bank, cada um com US$ 100 milhões.
O acesso à energia confiável e disponível a partir de fontes diversificadas, incluindo as energias renováveis, é fundamental para garantir competitividade a longo prazo e o crescimento econômico sustentável para o Brasil e, portanto, uma prioridade estratégica para a IFC na promoção do desenvolvimento. O Brasil tem um grande potencial de energia renovável inexplorado, compreendendo centrais eólicas, pequenas hidroelétricas e biomassa. Espera-se que, até 2021, haja um aumento de 10%, na capacidade instalada de energia renovável para atender à crescente demanda por energia e alcançar o objetivo do Brasil de aumentar a participação de fontes renováveis na sua matriz energética.
“Esta captação se alinha à política do Itaú Unibanco de promover a melhora da qualidade da matriz energética do país”, afirma Candido Bracher, CEO do Itaú BBA.
“Temos satisfação em ter o Itaú como parceiro mais uma vez em projetos que promovam o desenvolvimento sustentável no Brasil”, comenta Hector Gomez Ang, Gerente Geral da IFC no Brasil. “O setor privado tem um papel fundamental para a viabilização de soluções sustentáveis para as questões climáticas e o Itaú, pela sua capacidade de multiplicar o alcance dos investimentos da IFC, é um parceiro importante para promover a sustentabilidade no País”.
Desde 2005, a IFC investiu US$ 1,7 bilhão em projetos relacionados ao clima no Brasil. A estratégia global para energia renovável da IFC concentra-se em investir em tecnologias e novos modelos de negócios para reduzir o custo das energias renováveis, ajudando a torná-las mais amplas e acessíveis em mercados emergentes. Globalmente, desde 2005, a IFC forneceu cerca de US$ 11 bilhões em financiamento de longo prazo para a energia renovável, eficiência energética, agricultura sustentável, construções verdes e adaptação do setor privado para a mudança climática. A IFC co-financiou mais de 2.600 megawatts de energia eólica e mais de 800 megawatts de energia solar em mercados emergentes. No exercício fiscal de 2014, os investimentos globais da IFC relacionados ao clima foram de US$ 2,5 bilhões, incluindo 117 projetos em 35 países.
Sobre a IFC
A IFC , membro do Grupo Banco Mundial, é a maior instituição global de desenvolvimento voltada exclusivamente ao setor privado. Trabalhando com empresas privadas em cerca de 100 países, utilizamos nosso capital bem como nossa experiência e influência para ajudar a eliminar a extrema pobreza e promover a prosperidade compartilhada. No exercício fiscal de 2014, dedicamos mais de US$ 22 bilhões a financiamentos para melhorar a vida das pessoas em países em desenvolvimento e enfrentar os mais urgentes desafios do desenvolvimento. Para mais informações, visite www.ifc.org .