Share this page

Portucel e IFC iniciam parceria financeira para criar Empregos e Desenvolvimento Sustentável através do sector florestal em Moçambique

Washington, DC, 16 Dezembro, 2014 — A IFC, membro do Grupo Banco Mundial, assinou hoje um acordo para apoiar a primeira fase de operações integradas de plantação florestal da Portucel em Moçambique, através de um investimento inicial em torno de $30 milhões. A IFC tenciona ser uma parceira financeira a longo prazo e uma conselheira, apoiando a sustentabilidade do investimento de longo prazo da Portucel no país, o qual irá criar milhares de empregos locais.
A Portucel e a IFC estão em discussões com o Governo sobre a implementação do projecto para garantir um forte impacto e consistência com as políticas para o sector e para o desenvolvimento do agronegócio. O projecto está numa fase inicial e tem como alvo a plantação de até 40 mil hectares de florestas sustentáveis de eucalipto até o final de 2016.
Diogo da Silveira, CEO da Portucel, disse: "a Portucel está comprometida com o sucesso a longo prazo dos seus investimentos em Moçambique. Com a IFC como parceiro financeiro, estamos bem posicionados para desenvolver em Moçambique sivicultura que possa produzir fortes impactos positivos para as comunidades locais e garantir que o nosso projecto segue os mais fortes padrões internacionais nas áreas ambiental e social."
A Portucel assumiu um compromisso público para o estabelecimento de uma abordagem inovadora de utilização do modelo de mosaico que integra as plantações de eucalipto, melhorias dos sistemas agrícolas da comunidade, ecossistema existente e preservação de áreas de alto valor de conservação, tão importantes para as comunidades locais.
Jin-Yong Cai, EVP e CEO da IFC, disse, "A IFC está a investir no sector florestal de Moçambique para apoiar a abordagem do projecto às comunidades e ao ambiente, na criação de milhares de postos de trabalho, e na abertura de novas oportunidades para a instalação de pequenas e médias empresas na sua cadeia de suprimentos. Este projecto irá fornecer os investimentos em infra-estruturas, como estradas e pontes que podem melhorar ainda mais as perspectivas económicas para as comunidades rurais ".
A IFC já está a cooperar com a Portucel Moçambique na prestação de serviços de consultoria para o engajamento das partes interessadas e no Programa de Desenvolvimento Social da Portucel Moçambique. O acordo de hoje amplia este relacionamento, tornando a IFC num parceiro financeiro.
O projecto da Portucel contribui para a diversificação da economia de Moçambique, e paralelamente, as suas florestas irão captar carbono e criar uma nova fonte de energia renovável numa região onde o ritmo acelerado do desmatamento é uma preocupação.
Sobre a IFC
A IFC, membro do Grupo Banco Mundial, é a maior instituição de desenvolvimento global focada exclusivamente no setor privado. Trabalhando com empresas privadas em cerca de 100 países, usamos o nosso capital, conhecimento e influência para ajudar a eliminar a pobreza extrema e aumentar a prosperidade partilhada. No ano fiscal de 2014, fornecemos mais de US $ 22 mil milhões em financiamento para melhorar a vida nos países em desenvolvimento e enfrentar os desafios mais urgentes de desenvolvimento. Para obter mais informações, visite www.ifc.org .
Ligue-se
Sobre a Portucel Moçambique
A Portucel Moçambique iniciou um programa de investimento para desenvolver um projecto inclusivo e integrado de silvicultura em Moçambique. O Governo concedeu à Portucel Moçambique o Direito do Uso e Aproveitamento de Terra de mais de 356.000 hectares nas províncias de Manica e da Zambézia. Os componentes do projecto incluem plantações florestais, produção de pasta e papel e de energia verde.
A Portucel Moçambique irá investir, durante todo o ciclo do seu projecto, um total de 40 milhões de dólares norte-americanos para implementar um programa de desenvolvimento social em larga-escala integrado no plano empresarial da Portucel Moçambique nas áreas de silvicultura.
Os impactos positivos desse investimento incluem a geração de 7.000 novos postos de trabalho nas áreas concessionadas, o reforço das ligações dos pequenos agricultores ao mercado, a melhoria sustentável da alimentação e segurança alimentar para 25 mil famílias, o acesso das mulheres a programas de desenvolvimento especializados e a criação de condições favoráveis para o aparecimento e crescimento de pequenas e médias empresas nacionais que forneçam bens e serviços à Portucel Moçambique.